WolverineEosXmen-malditosinvasores

Uma das melhores séries dos X-Men dos últimos tempos. 

A HQ “Wolverine e os X-Men: Alfa e Omega” e a série que foi escrita por Brian Wood em 2011, série da qual executa muito bem à ideia de uma prisão psíquica feita para ser um imenso pesadelo do qual o alvo nunca escaparia. Coisa que muitos roteiristas ao lidar com personagens psíquicos nunca conseguiram desenvolver e apresentar muito bem, mas no caso de Brian Wood a coisa foi bem diferente. Já que ele usou na historia Wolverine e Kid Omega como peças chave.

Bem, como eu já estou explicando; a enredo dessa hq é bastante simples. Wolverine e Armadura são jogados em um mundo imaginário criado por Quentin Quire o Kid omega, do qual ela chama de “Constructor”, um mundo basicamente moldado a partir das memorias que Quentin tem de diversos jogos do qual ele é fã, oque já demonstra o potencial da revista para o publico jovem.

A hq se inicia de modo bem simples, Quire tem a ideia de “sacanear” o Logan e resolve joga-lo em uma prisão psíquica criada e desenvolvida por ele, o Constructor, isso bem no exato momento em que ele está treinando com à Hisako Ichiki. Então a garota acaba que também caindo na teia do Quentin, que planeja se divertir muito com essa situação, mas mal sabe ele que brincar com a mente do Carcaju é uma péssima ideia. Tendo em vista que ele tem uma outra personalidade que vive oculta, e só se libera nos momentos de fúria do peludo.

A revista é sensacional pela ideia de finalmente tratar os poderes telepáticos da forma correta, levando eles ao limite do imaginário, coisa que muitos roteiristas nunca conseguem desenvolver bem. No caso aqui à coisa fica ainda melhor por ter um mutante nível omega como “mentor”, os poderes de Kid Omega fazem tudo ter muito mais sentido e alem disso só um adolescente rebelde como ele teria a coragem de criar um mundo baseado em vídeo-games, ainda por cima pondo o Wolvi como player 1.

A garota Armadura faz a historia tem um pouco de aprofundamento, já que em certos momentos ela se choca com memorias da sua cabeça que estão lá dentro. Ela também adiciona uma pitada de aventura em tudo sendo posta como sidekick, sempre o questionado sobre os planos que ele desenvolve, talvez na Marvel ela seja uma das personagens que melhor sabe lidar com o Sr.Logan.

A Arte da revista também inclui uma grande equipe de quadrinistas como Roland BoschiDan BrownAndrew CurrieJay LeistenNorman LeeRonda Pattison e o titânico Mark Brooks, todos possuem excelentes artes porem o Brooks rapidamente se destaca entre eles por possuir um inigualável traço, do qual vive sendo capa de diversas revistas. Então com uma equipe de arte dessa nível a parte gráfica da revista não deixa a desejar.

O que eu tenho para reclamar da revista é uma unica coisa. O final, pois o senhor Woods desenvolveu com maestria todo o inicio mas lá para a penúltima revista ele desceu de qualidade, ele podia muito bem ter gastado duas edições para mostrar com detalhes como é o mundo lá dentro do Constructor, mas preferiu se focar apenas no Quentin e no pessoal que estava em volta dele. Então ele decepcionou bastante com o final da historia, ainda por causa da atitude do Wolverine no final, que foi muito branda com o rapaz.

Bem, a revista de começo parece surpreendente mas enfraquece quando chega em seu final, o que faz ela perder um pouco da sua qualidade perante os olhos dos leitores, mas não tira seu mérito. Se mais historias como essa fossem lançadas pela Marvel eu tenho certeza que os X-Men voltariam rapidamente ao topo das paradas.

Bom trabalho Brian.

8,0/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s