As Destemidas Defensoras #1– Comic Review / Crítica

destemidasDefensoras-malditosinvasores

Um grande atentado ao pudor é aos bons costumes.

Não sei se vocês sabem disso. Mas, eu sou um grande “desbravador”, adoro ler coisas que NINGUÉM está lendo. Com As Destemidas Defensoras foi exatamente isso – e as capas do Coipel – que me chamaram a atenção para iniciar uma leitura do material. E agora eu entendo o “porque” de ninguém estar acompanhando à revista.

O Enredo; se inicia com uma investigação para localizar e eliminar contrabandistas. Da qual foi arquitetada por Misty Knight, que agora se vê lutando contra guerreiros nórdicos que estavam protegendo as relíquias contrabandeadas, da qual Misty não sabe qual seria à aplicação para eles. Com isso à unica relíquia restante – depois do barco ser explodido por Morgana le Fay – é levada para uma especialista, amiga de Misty, que “sem querer querendo” acaba acordando uma horda de bandidos nórdicos mortos. O que acaba trazendo à Valquíria  para o núcleo da revista.

A primeira vista o negocio parece interessante, ainda mais se você for daqueles que leem pela arte. Porem, com o inicio da leitura você percebe que… tem alguma coisa muito errada. A revista apenas é uma maneira de pegar aquele publico que navega pela internet com a mão esquerda, pois – não sei se você percebeu – não existem personagens masculinos como protagonistas e para completar uma das personagens gosta de meninas (Gente, que polemica, abafa! Ui!) o que torna a revista uma jogada de marketing da Marvel.

Eu pirei foda quando descobrir que a arte é do Skottie Young e não do Oliver Coipel.

A Arte; é um das poucos coisa que eu posso elogiar nessa revista. Ela lembra bem o que é feio pelo Oliver Coipel em X-Men, alem de ter um traço bastante legal sem exageros. Algumas vezes ele da uma ou outra escorregada na parte das poses das heroínas, porem não chega à incomodar na hora da leitura. As cores por outro lado estão na medida, nem muito forte, nem muito fracas o que da um polimento melhor a tudo.

Para fechar a review dessa primeira edição das “The Fearless Defenders” eu posso dizer que leria de boa mais algumas edições antes de jogar para o escanteio à revista. Talvez… quem sabe, venha por ai um enredo aceitável. Não uma compilação de gostosas do universo Marvel apenas para pegar mais uma graninha dos leitores descerebrados da casa das ideias.

  • Roteirista: Cullen Bunn.
  • Quadrinista: Will Sliney.
  • Colorista: Veronica Gandini.
  • Ano: 2013.

5/10

Anúncios

2 comentários em “As Destemidas Defensoras #1– Comic Review / Crítica

  1. Roger disse:

    Rapaz, eu espero que a Panini não publique as Defensoras no Brasil. Não me considero muito exigente, mas essa série é muito fraca!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s