X-Men #4 (2013) – Comic Review / Crítica

XMen#4-2013-malditosinvasores

Caraca, o que eu acabei de ler? Revista da capricho!?

É meus amigos, o blog não pode parar. Sei que passei um bom tempo sem fazer um review para vossas senhorias, mas agora estou de volta, agora é hora de recuperar o tempo perdido. Vamos ao review de X-Men #4 (2013) Marvel Now!

Se você assim como eu achou/pensou que à revista iria tomar um tom seria apos de consolidar nas bancas. Errou feio! Cara, nas ultimas edições à HQ deu 3 passos para frente em comparação com as outros séries dos X-men, porem, agora ela realizou 5 passos para trás. O enredo deste numero está TOTALMENTE voltado para o publico adolescente, assim sendo cheio de diálogos dramáticos e discussões bestas por pontos de vista diferentes.

O Enredo; basicamente se prende no drama de vida da Jubileu, por agora ter um filho para criar e ainda está na condição de vampira – se você não sabia disso, ai vai à bomba – com isso o velho Logan resolve sair em viagem para ajudar de algum modo à garota que está com a vida bem complicada. Do outro lado da equação (ou edição) está a equipe base das X-Womans lutando para salvar os tripulantes de um avião comercial da morte certa.

Como eu já estava comentado anteriormente essa edição parece um episodio de The O.C ou Barrados no Baile, de um lado você tem toda à ação e eventos importante, enquanto que do outro lado você tem o drama adolescente de merda. O que me deixa mais ENRAIVADO ainda é o fato de que ela faz parte da fase Brian Wood. Ou seja, deveria ser extremamente envolvente e direta nos eventos. Não esse “enroleixon” todo que eu li aqui, será que o velho está perdendo a mão?

A arte; é outra coisa que não me agradou nem um pouco. Cade o Coipel!? Como diabos você faz 3 edições sob à arte fixa de um quadrinista e depois muda para outro sem mais nem menos. Pior ainda tendo em vista que essa é a revista principal da equipe mutuna. Os traços são mal acabados, as cores são fracas e os personagens meio ficam meio ‘esquisitos’ sobre à ótica desse artista novo.

…eu não sei qual foi o imprevisto dessa vez. Mas, à coisa está ficando séria lá dentro da casa das ideias.

  • Roteirista: Brian Wood.
  • Quadrinista: David Lopez (Culpado!).
  • Colorista: Cris Peter (Mais culpado ainda!).
  • Ano: 2013.

4,5/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s