Tartarugas Ninja #4 e #5 – Comic Review / Crítica

tartarugas-ninjas-malditosinvasores

O retorno triunfante de um dos grupos mais clássicos das historias em quadrinhos.

Com toda certeza você deve estar curioso do porque eu começar pela #4 edição da revista, calma, eu explico; os quatro primeiros volumes da nova saga das tartarugas são “de certa forma” à mesma historia, contada de pontos de vista diferentes. Ou seja, independente da edição que você compre, entendera a historia. Isso claro se você não for um daqueles colecionadores xiitas que desejam todas as edições só por causa da numeração, ai ferrou.

Uma das primeiras características interessantes sobre o novo arco é que ela está no formato micro-série. O formato do qual os americanos estão habituados a ler e nos não, o que é ótimo por não sofrer alterações bizarras das quais a PANINI adora fazer. Lançada nos EUA no final de 2011, aqui ela faz estreia com Raphael (nº1).

O Enredo; da primeira edição, onde os personagens se unem depois de um bom tempo separados, gira em torno da nova origem (ou velha) dos personagens que no caso continuam sendo experiencias de laboratório que deram absurdamente certo mas que também são reincarnações de jovens guerreiros japoneses (Sim, eu também estou confuso pra caramba). A historia parte do momento em que o grupo luta contra um vilão e sua gangue depois da partida de Raphael rumo ao caminho do “lobo solitário”. April também é inserida por meio de flash-back na nova historia de origem.

Adivinha os nomes!

Como eu falei anteriormente, a historia em si é um tanto quanto… confusa. Mesmo que você tenha comprado todas as edições o time entre uma e outro não se corresponde bem. Mas, eu acredito que com o lançamento e leitura das partes posteriores a edição #5 tudo fica um pouco mais claro.

Eu curti essa nova origem, não chega a ser do tipo “Batman begins” mas ela é simples e legitima, o roteirista com isso tenta dar mais peso a origem um tanto quanto simplista dos anos 80 (em tese não é) do grupo de tartarugas. Que continua com o absurdo nome de Tartarugas Mutantes Adolescentes Ninjas ao mesmo tempo que se desfaz de algumas das antigas características, como o próprio kawabanga  que é descartado pelo Rafa nessa “primeira reunião” da equipe. 

O grande problema da revista ao meu ver é sua duração. Tudo acaba muito rápido e você paga quase o preço de uma revista completa com mais de 2 historias da Marvel ou DC. Ou seja, tem que haver um reajuste de preço por parte da Panini Comics.

Então senhoras e senhores, essa foi uma das grandes ideias que a Panini teve esse ano para agradar os leitores cabeça e os fãs que estavam um tanto quanto órfãos do grupo a vários anos. No final das contas eu recomendo fortemente à compra das primeiras edições e de todo o resto, o mais rápido possível por sinal.

  • Roteirista: Kevin EastmanTom Waltz e Brian Lynch.
  • Quadrinista: Dan Duncan e Ross Campbell.
  • Cores: Ronda Pattison e Jay Foto.
  • Editora: IDW.
  • Preço: R$ 5,90.
  • Ano: 2013.

8/10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s