rp17

Vamos sair um pouco da área do Metal e ir para uma das bandas americanas mais underrated que eu conheço!

O Citizen King é um grupo de Milwaukee, em Winsconsin, EUA. A banda faz um som variadíssimo misturando rock, hip-hop, soul, funk, blues e um pouco de R&B, com muita influência de Beck, Beastie Boys, Fishbone, Fear e grupos similares.

Formada em 1993 após a separação de uma outra banda, Wild Kingdom, de onde vieram o guitarrista Kristian Riley, o vocalista e baixista Matt Sims, o pianista/tecladista Dave Cooley e o DJ/Sampler Malcom Michiles. Daí para o baterista D. J.  Brooks foi um pulo; Brooks é filho de um saxofonista que tocou com Sly & the Family Stone, e aprendeu bateria com Clyde Stubblefield, o batera de James Brown. É mole? 

Embora o primeiro álbum, Brown Bag LP (1995 – lançado em um selo independente chamado Don’t Records) tenha sido um sucesso de crítica, a banda nunca saiu da cena underground de Winsconsin, onde seus shows eram sempre lotados. O mesmo podemos dizer do EP Count the Days (1996).

Foiquando a Warner Bros. decidiu apostar nos garotos e lançar o próximo álbum, Mobiles Estates (1999) que a banda pôde experimentar o gosto da fama. O single Better Days (And the Bottom Drops Out) foi um estouro e atingiu de cara a 25ª posição no top 100 da Billboard, dando muita visibilidade ao quinteto. Apareceu no filme de ação 60 Segundos, apareceu no jogo de PlayStation Street Skater 2 (junto com a clássica Under the Influence, foi assim que eu conheci a banda! Bons tempos da infância que não volta mais… Quem ainda possuir o console ou um emulador, procure pelo jogo. A trilha sonora é uma maravilha!) e na série Malcolm.

Mobile Estates é bem mais comercial e acessível que o antecessor, que tinha mais funk e blues, mas faixas como as já citadas Under the Influence e Better Days, que abrem o disco, e Skeleton Key não perderam o brilho até hoje. Podemos citar ainda o rockão Safety Pin e as hip-hop Smokescreen e Salt Bag Spill, além da divertida Jalopy Style. Mas a minha preferida sempre será a pesada Basement Show. Aquele groove maluco na metade da música tira até morto do caixão pra dançar!

Como tudo que é bom dura pouco, o Citizen se separou em 2002. Como descreve um crítico musical de Milwaukee: “Ninguém sabe por que se separaram, ninguém sabe onde cada um deles está agora. Mas sentimos muito a sua falta”.

 

citizenbw2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s