Bem-vindos a geração do Downgrade!

downgrade-malditosinvasores

(ARTIGO) Uma industria nas mãos da malandragem. 

Algo que está se tornando cada mais comum, a cada novo titulo AA ou pior ainda à cada novo ano, o mercado de games é inundado de “propagandas enganosas” por parte das grande produtoras. Games que estão longe de se parecerem com o que foi anunciado inicialmente ou até o que foi proposto pela própria companhia ao publico na estética.

Claro, não podemos esquecer que nessa equação muitas vezes são atribuídos os problemas com prazos que os desenvolvedores costumam ter com as produtoras, que forçam eles a entregarem como produto final versões do jogo que foram porcamente revisadas pela equipe da “área”.

Apesar desses detalhes corporativistas, o que me espanta mesmo é saber que muitas dessas grandes produtoras estão cientes disso. Mas, para encaixar o titulo em um período vantajoso ou com pouco concorrência, eles apertam o pique (leia-se “estalam o chicote”) para lançar o jogo na data especifica ao de ignorar qualquer problema técnico que isso possa gerar.

Outro ponto que nunca podemos esquecer de mencionar é a limitação técnica em torno da atual geração de consoles. Uma geração que já nasceu morta, por conta da rapidez em que os atuais hardwares ficam “obsoletos”. Fazendo assim muitas vezes as produtoras revisarem seus projetos para melhor execução nas plataformas escolhidas para o lançamento.

Tudo isso acaba por influencial, fortemente, o game em sua versão para o PC; evento que se deve ao fato onde o mesmo jogo com diferentes qualidades gráficas (para os Xbox One, PS4 e PC, por exemplo) é totalmente desvantajoso por conta dos custos de produção e equipe dedicada para cada projeto. Ou seja, eles nivelam o game para obter os mesmo resultados em todos as plataformas, assim originando o famoso Downgrade.

117348_3773803607

Alguns ainda atribuem esse problema a uma parte muito importante na publicação de um game: O Merchandising. A boa e velha propaganda, tornando produtos muito mais desejáveis aos olhos dos consumidores finais e da mídia especializada. O Hype acaba sendo criado em torno do game, por contas de suas promessas de jogabilidade e avanços gráficos em que se propôs ao publico.

Como diziam nossos avos: “A propagando é a alma do negocio”. Ou seja, mesmo que você não tenho um bom produto em mãos, a forma da qual você apresenta ele ao publico é o que vai levar as massas a desejarem o seu produto. Uma bela campanha de publicitaria é tudo o que você – hoje em dia – precisa para movimentar o mercado consumidor. Com isso em mente as companhias se focam em matérias publicitários – Trailers, spots, cartazes e até mesmo gameplays – para passarem ao publico uma ideia mais “fantástica” do que estão dispostos a entregar.

Soluções

A mais viável é de menos aceita, seria prazos maiores para o desenvolvimento de jogos é também períodos maiores de testes – Beta e Alpha – para uma execução mais concisa do produto final. Mas, tendo em vista que isso envolve diretamente os lucros da empresa, acho de difícil utilização.

Outra mudança, agora da mentalidade do publico, poderia ser utilizar o nosso direito divino de boicotar uma marca, companhia e produto. Porque como bem sabemos, o corporativismo tem medo de números, principalmente baixos números. Afetando seus bolsos, rapidamente eles executarias mudanças na produção de seus jogos.

——————————————————————–

A situação ainda é desanimadora, mas acredito que com os jogadores cada vez mais estão percebendo que as produtoras não estão jogando limpo é que isso está afetando não só sua diversão como também seus bolsos. Acredito que com o passar do tempo mais e mais plays vão ser “iluminados” sobre os excessos que veem sofrendo, assim dando as costas para muitas das grandes maestras da industria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s