5 motivos para o fracasso de “GHOST IN THE SHELL” [ATUALIZADO]

ghost-in-the-shell-malditosinvasores

[ARTIGO] O porquê desse projeto ser uma péssima ideia e muito mais.

Com os mais recentes anúncios e toda a polemica envolvendo o projeto de “Ghost In the Shell” para o cinemas, resolvi fazer uma lista detalhada sobre os motivos que podem levar a um (muito) possível fracasso. Não só abordando detalhes técnicos, mas também os motivos de mercado que levaram esse projeto a sair da gaveta.

Bem, antes de tudo é extremamente importante se notar que Hollywood tem uma imenso histórico de adaptações japonesas (sendo de filmes ou de mangas) para os cinemas que fracassaram, os exemplos vão de Dragon Ball Evolution, Ultraviolet, Aeon Flux Kite até o esquecível Crying Freeman.

A questão é que Hollywood tem um bloqueia enorme em respeitar as características da obra original e ainda por cima sofrem do mal de Zack Snyder; que pode ser entendido como querer sempre fazer melhor/melhorar a obra original como se ela fosse defeituosa. O que sempre acaba resultado em um film de ação genérico.

Além disso o principal problema, fica mesmo por conta da ganancia. Os grande estúdios antes de iniciar algum projeto sempre realizam pesquisas, onde elas acabam apontando para o nicho e a obra com o maior publico pagante que pode ser convertido em publico para o cinema. Ou seja, não existe mais essa de “excelente material para um longa metragem” a questão agora, mais do que nunca, é fazer dinheiro.

5 – Equipe de produção;

rupert-sanders-90-church

Um dos principais motivos da falta de fé no projeto e as projeções para um grande fracasso, fica a cargo da equipe de produção envolvida. O diretor em questão é extremamente amador e não possui filmes de peso no currículo que demonstre capacidade por sua parte de adaptar as grandes telas todos os temas que são apresentados na animação. O único longa metragem propriamente dito em que o diretor pode exibir todas as suas habilidades de direção foi Branca de Neve e o Caçador, longa ao qual não me agradou e falhou miseravelmente em atingir o próprio publico para o qual foi projetado (custou a pequena fortuna de 170 Milhões, faturou 55 Milhões e nem ao menos na projeção mundial conseguiu se pagar. Com apenas 155 Milhões feito).

A produção por outro lado é uma questão um pouco mais diferente. Aqui temos a dupla Ari Arad e Avi Arad que ao longo dos anos já proporcionaram coisas boas, mas também muitas coisas ruins. Todas dos gêneros super-heróis e games. Essa é a primeira vez em que os dois vão se envolver diretamente com uma obra japonesa e por sua vez possui uma linguagem totalmente nova para eles, o que pode se tornar algo complicado ou talvez até mais fácil, muito difícil dizer com uma certeza. 

4 – Elenco;

cdurmtz

Vamos precisar de uma barco maior.

Hollywood sempre foi relacionada a problemas étnico-raciais, a falta dela na verdade. Os grandes estúdios possuem uma dificuldade imensa em contratar atores brancos para papeis de asiáticos, latinos ou árabes. Existe toda uma falta de respeito com as culturas externas, loucura tão grande que já chegou ao nível de um Russo fazer papel de Chines em um filme dos anos 5o (The King and I – Yul Brynner). Mas, depois de anos tentando esconder essa mania terrível, eis que nos surge Scarlett Johansson – uma loira novaiorquina – para o papel da sargento Motoko Kusanagi. O que, obviamente, gerou uma tremenda discussão por parte dos atores asiáticos em Hollywood que não gostaram nem um pouco disso.

Agora, por conta da atriz, toda uma nova leva de discussão está sendo levantada (para o bem) e isso pode afetar diretamente o publico de cinema que pode acabar por se sentir “mal” quanto a questão.

3 – Roteiro;

burning_paper_1898680_by_stockproject1-d36cjgo

No ponto chave, os roteiros de Jonathan HermanJamie Moss são tão amadores quanto as habilidades do diretor. Ambos apenas se envolveram em no máximo 2 filmes diretamente. Uma variante que logo de cara salta aos olhos para qualquer pessoa que entende minimamente de roteiros. Sem contar que, voltando ao ponto anterior, isso é uma obra extremamente complexa é que trata de diversos temas que o cinema americano comum (leia-se de ação) não costuma se envolver. 

2 – Estúdio;

zombieland_gif

Pensem da seguinte maneira, a atriz Scarlett está em acensão, sua popularidade está alta e os seus filmes estão gerando bons resultados financeiros. Ou seja, existe a possibilidade disso tudo ser apenas mais um projeto “tapa buraco” no sentido em que eles acreditam que a imagem da atriz relacionada a uma material querido pelos fãs possa gerar bons resultados diretos a curto e médio prazo. O que nos leva a crer que o interesse em se produzir um material filme a obra original é que ao mesmo tempo cative novos fãs é praticamente nulo.

1 – Obra original;

ghost_in_the_shell_by_adelhaid-d9ww285

O ponto mais polemico aqui, vai mesmo ser o quanto que a obra pode ou não ser entendida pelo grande publico moderno. O nível de aborção de novos conceitos (ainda mais conceitos complicado) pelo “povão” é bem pequena, o que independente de roteirista ou de diretor pode acabar sendo uma mina para qualquer estúdio que se prontifique para o projeto. Motivo ao qual levou esse longa a ficar tanto anos engavetado, ele era um bomba ambulante e ninguém queria se arriscar com ele.

Toda as questões que inspiraram Matrix e ainda mais toda a “psicodelia tecnológica” pode acabar não se traduzindo muito bem para o publico médio, o que é bem comum quando se trata de syfy modernos. Um exemplo moderno disso é o sensacional Tomorrowland que trata de todo um conceito pseudo-cientifico e que acabou sendo esnobado pelo publico, se tornando uma aposta ruim da Disney. E ainda, se você não gostou do exemplo citado tá se achando ô critico de cinema, é? fique ai com o maior fracasso do gênero que ao mesmo tempo também é um dos melhores: Blade Runner...

Paz!

——

Então, esses são os motivos que ao meu ver, tornam esse filme uma grande bomba prestes a explodir. Claro, pode ser que eu esteja enganado é que secretamente Rupert Sanders seja um gênio da sétima arte e que o roteirista seja dominado mentalmente pelas magias de Alan Moore é produza um mega roteiro… Mas, vamos falar sério… Quais são as chances disso acontecer?

——

RESULTADO DA BRINCADEIRA:

ghost

ghostinthe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s