legion-critica-malditosinvasores

Eis que à TV nos surpreende mais uma vez.

Se a alguns meses atrás alguém comentasse que a Marvel Television produziria uma série para à TV fechada americana é que esse produto respeitaria os quadrinhos, eu obviamente daria boas risadas da cara desse sujeito. Mas, parece que as coisas realmente estão mudando no mundo das séries de TV com a recente invenção de Game of Thrones. O estúdio não apenas entrou em acordo com um canal de TV fechada, mas também concedeu total liberdade criativa para que o canal apresentasse uma abordagem própria para o personagem em questão.

Faziam alguns anos que eu estava afastado do gênero “séries de super-heróis”, muito por conta das péssimas abordagem e terríveis desenvolvimentos de roteiro/trama que foram apresentados nas ultimas tentativas no gênero. Sendo ela a menos terrível, Heroes. Sempre me incomodou a maneira como os poderes eram abordados nas séries e também a excessiva carga dramática que era empregada em cada série, o que se afastava muito da visão divertida e aventuresca dos quadrinhos.

Mas, com Legion as coisas foram bem diferentes. O criador Noah Hawley, realmente parece ser uma pessoa com uma base de conhecimento sobre quadrinhos, não existe aqui um estranhamento para os entusiastas do meio. Os personagem são muito bem apresentados é desenvolvidos, os poderes são explicados com uma minúcia e linguagem muito semelhante a dos quadrinhos e em momento algum nos sentimos incomodados com a forma como à história original está sendo adaptada para outra mídia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A adaptação aqui é extremamente respeitosa, e não apenas se aproveitam do plot da obra original e criam seu próprio rumo, como estamos acostumados a ver nos cinemas, Hawley – o showrunner – perde um bom tempo da parte inicial da série para nos mostrar o quão complicado e complexa pode ser a vida de um mutante que apresenta graves sinais de esquizofrenia.

Um ponto de honra – que merece diversos elogios – é a maneira como o elenco dessa série apresenta uma trabalho primoroso, todos estão em perfeita sintonia. Dan Stevens e Rachel Keller encabeçam um grupo de atores que é deixar muitos queridinhos dos cinemas no chinelo. O trabalho é tão bem feito que os coadjuvantes, e a natureza de seus poderes, com o passar do tempo se tornam bem mais interessante do que o próprio status do protagonista. Todos eles são um grande mistério e contam com historias próprias, e não estão lá apenas para ocupar espaço ou representar alguma minoria que o estúdio está pateticamente tentando agradar (ou na maioria dos casos, arrancar dinheiro).

Agora, nem tudo são flores quando falamos dos antagonistas da série. Porque por mais que o vilão seja aterrorizador e muito inescrupuloso, ele sempre está se transvestido de Aubrey Plaza. Uma atriz que na minha humilde opinião já deveria ter desistido de atuar. A carga imponência que se espera de um vilão mutante, não é alcançado por ela em momento algum – por conta da atriz ser muito exagerada e interpretar ela mesma em quase tudo que faz – e muitas são as vezes que você espera que Amahl Farouk (que é um clássico vilão dos X-Men’s) se apresente na sua real forma; que poderia ser muito bem usada na série me sua totalidade, mas que pode ter apresentados os mesmos problemas da maquiagem da Mística em X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido.

9 / 10

Anúncios

2 comentários em “Legion (1º Temporada) – Crítica

  1. Só q vilã mesmo q foi ruim, pq em vez de ser pra lá de aterrorizante ela é sexy, muito sexy, parece q as vezes queria estar num pornô a personagem.

    1. O problema é a atriz cara, ela é “presepeira” e bem limitada. Ficou famosa por fazer comedias pastelonas e não encaixou muito bem no personagem do vilão, porque o vilão usa ela como projeção física quase que a temporada inteira, assim não passa o ar de “medo” que deveria.

      Deveria ser o corpo do vilão mesmo, mas ele nem mesmo fala.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s