Castlevania (1ª Temporada) – Crítica

castlevania-malditosinvasores

Divertidas são as aventuras do ultimo dos Belmot. 

Desde de criança, sempre fui fascinado pelo universo de Castlevania e tentei ao máximo consumir todos os jogos da franquia que surgiam em meu radar. Claro, por ser jovem, não tive a experiência de jogá-los nos anos de lançamento, mas isso não foi uma barreira para encontrá-los em serviços de ajuda mútua que as corporações obrigam o estado a criminalizar.

O universo vampirístico da franquia da Konami é extremamente rico e sempre apresentou ao público, personagens cativantes e divertidas jogabilidades, mas sua “lore” (enredo) sempre foi confusa e desconexa. Ou seja, a tarefa de se adaptar tal obra para outra mídia era um tarefa titânica. Apesar disso, fico feliz em dizer que Warren Ellis e o olho apurado de Adi Shankar conseguiram trazer a obra para o mundo das animações com uma relativo sucesso.

Sob a guarda da Netflix, o produtor conseguiu o aval para trazer aos serviços de streaming/tv uma agradável e bem dosada quantidade de violência e ação da qual não víamos a um bom tempo é tudo isso amarrado à um roteiro que não deixa em quase nada a desejar. O grande problema é que para se contar uma historia desse porte, com um universo tão rico em apenas 4 episódios, não é algo muito elogiável. Claro, temos que pensar nos custos e limitações do Netflix para a produção de tal conteúdo. Mas, tendo em vista a massa absurda de fãs que o conteúdo possuí junto aos assinantes do serviço que se interessariam pelo produto, eles deveriam ter apostado em uma maior quantidade de episódios logo de cara.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

A arte da animação, a primeira vista, não me agradou muito. Acompanhei o primeiros trailer da animação e achei regular, depois de conferir a série minha opinião mudou um pouco. Mas, no momento em que se torna publico o fato de que eles encomendaram uma animação feia a mão, coisa que não se faz mais hoje em dia em lugar algum, meu conceito mudou bastante. Na verdade acredito que o problema foi que a série me lembrou muitos as produções japonesas moderna, ela não conta com o traço próprio e marcante. O que se tratando de uma animação de uma obra com uma base de fãs gigantesca, era para se esperar algo bem mais icônico e fácil de se distinguir de outras obras.

Apesar de alguns pontos negativos, aqui e ali, junto a problemas no planejamento da série. Acredito que o publico, fãs ou não, vão ficar bastante contentes com o resultado da produção e se entreter bastante com o que é apresentado na série da netflix, agora vamos esperar para que na próxima temporada ocorra um maior planejamento e que eles enxerguem o potencial correto da série.

8 / 10

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s